domingo, 14 de outubro de 2012

Restos de um lar


2 comentários:

Canto da Boca disse...

A fotografia causa em mim, minimamente, duas provocações, ou dois sentimentos:

1- A passagem do tempo a tudo destrói;

2- Terá sido mesmo um lar? Há que se diferenciar o que se chama casa e o que se chama lar; no primeiro caso, se trata apenas de um espaço físico construído; no segundo, as profundas relações de afetos...

;)

© Piedade Araújo Sol disse...

a decadência bem retratada.