domingo, 6 de janeiro de 2013

Um olhar abstracto




A arte consiste em fazer os outros sentir o que nós sentimos, em os libertar deles mesmos, propondo-lhes a nossa personalidade para especial libertação.

4 comentários:

MARILENE disse...

Nem sempre a arte nos passa, com fidelidade, o sentimento do artista. Creio que seu valor está no que é capaz de nos fazer sentir, ainda que de forma diversa da de seu criador.
Sempre muito belas suas imagens. Abraços!

Canto da Boca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Canto da Boca disse...

Entendo perfeitamente a afirmativa do Pessoa, sentir a plenitude, a emoção da obra, e cada um ao seu modo, nesse sentido, todos sentimos e nos libertamos,dentro das nossas referências e vivências, Fernando Pessoa é irrepreensível, magnífico! Tanto quanto essa imagem que nos põe a sentir e a imaginar dentro dessa vastidão que somos...
Assim de imediato sem muito refletir e observar, eu digo que se trata de uma raia, arraia, olhando para aquilo que suponho, um corpo achatado, com as tradicionais pintas; mas pode ser também parte de um peixe, um olho a refletir o derredor; quiçá uma planta parasita que está se utilizando da hospedeira? Gosto muito da cor, um coral, uma cor viva. Viva. Como a nos dizer silenciosamente: viva!
Gosto também desse exercício da imaginação que as suas imagens provocam.

Obrigada pela oportunidade de me emocionar com sua foto.

luna luna disse...

Fernando Pessoa o meu favorito, parece-me uma parte de polvo, mas estou na hora de almoço pode ser fome.
beijinhos