segunda-feira, 22 de abril de 2013

Aldeia




A felicidade

Morava tão vizinha

Que, de tolo

Até pensei que fosse minha

Chico Buarque

6 comentários:

Canto da Boca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Canto da Boca disse...

"Junto a mim morava a minha amada
com os olhos claros como o dia
lá o meu olhar vivia"...

Eu ainda acho que vizinho é um estado, um sentimento, rs... E ademais, felicidade não é algo linear, mas ela está em todo lugar, se desejarmos que ela esteja.

E o Chico sempre sabe o que dizer!

E é muito linda a sua aldeia, vista assim, como se fosse o resultado de um desenho de mosaico, geometria e angulosidades que tanto gosto.
Essa sua foto é um convite para caminharmos sem pressa por entre as ruas e irmos descobrindo caminhos, jardins e a bleza singular do casario...

lis disse...

"... lá todo balão caia/ toda maçã nascia /E o dono do bosque nem via..."
Maravilhosa fotografia dessa aldeia.
Obrigada por compartilhar
boa semana Carlo e bons clicks

Marina Linhares disse...

Parece uma maquete... lindo click!
Ótimo registro.

Nádia Santos disse...

Deve ser uma experiência e tanto caminhar pelas ruas dessa aldeia... Uma bela foto, parabéns.

luna luna disse...

A felicidade vive no primeiro respirar dessa aldeia, por ´si só a arte de respirar tras a harmonia da vida, o iniciar a força incontida do que não se vê mas que se tem, depois para ser feliz é só aprender a sorrir, é uma felicidade logo pela manhã acordar com uma foto assim
beijinhos