quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Olhar o Infinito

                     
                                                                                                                                                                      
Tu que dormes a noite na calçada de relento
Numa cama de chuva com lençóis feitos de vento
Tu que tens o Natal da solidão, do sofrimento 
És meu irmão amigo 
És meu irmão 

Ary dos Santos

1 comentário:

luna luna disse...

muito bonitas estas arcadas, gostei da foto em profundidade
beijinhos